O ideal é que tu venhas a acumular as três formas de “expertise”, por isso  fazes  bem  em  conhecê-las muito bem nos próximos artigos e começar a trabalhar nisso.

Comecemos pela primeira forma:

Para seres um especialista em determinado assunto, precisas de saber muito acerca desse assunto. Não tens de saber tudo, mas, decididamente, é obrigatório teres muito mais conhecimento do que a maioria pois só assim  poderás adicionar valor ao teu público.

Um guru conhecedor é alguém que investiga um tema e se torna um profundo conhecedor.

Um  comentador desportivo não tem de ser um jogador virtuoso para ver valorizada a sua opinião acerca da performance atlética  de  um  jogador. Um comentador político não tem de ser ou  ter  sido um governante  deslumbrante para  poder dar a sua opinião  e  ser  pago para  isso.  Aliás, o que é  mais  comum é que  os  conselheiros, comentadores,  treinadores, não tenham  sido  eles  mesmos, peritos na execução do  que comentam ou aconselham ou treinam. Achas que o José Mourinho era um exímio jogador de futebol? E achas que o facto de ele não  conseguir  ser um grande jogador o impede de ser o melhor treinador do mundo?

Acho que estamos entendidos.

O conhecimento tem valor, e o “muito conhecimento” tem muito valor .

Contudo, para te tornares um  guru pelo conhecimento não basta desatar a ler tudo o  que te aparece à frente. Estamos a falar de método e é isso que te vou ensinar .

Há  três  formas  de  adquirires  conhecimento:

  • Pelo Estudo: Aproveitamento  dos  recursos:  livros,  revistas,  jornais,  blogues,  vídeos, grupos de discussão, páginas de fãs, programas de tv , etc. É tudo aquilo que  podes  estudar  em  casa,  no  teu  tempo  livre  através  de  meios  de comunicação.
  • Pela  Vivência: Pela  participação  em  acontecimentos:  eventos,  cursos,  seminários, etc. Precisas de sair fisicamente do teu ambiente normal e envolveres-te com  todos  os  cinco  sentidos  num  acontecimento.  Isto  é  uma  vivência.  Por exemplo,  um  seminário:  além  dos  conteúdos  propriamente  ditos,  que  até poderias estudar em casa pelos manuais ou mesmo pelas aulas gravadas em  vídeo,  tu  precisas  de  vivenciar  o  evento,  imergir  nos  conceitos,  nas ideias,  na  interacção  com  outras  pessoas,  absorver  a  energia  do ambiente. É  por  isso  que  continuam  a  vender-se  bilhetes  para  um  jogo  de  futebol, mesmo  que  esse  jogo  específico  passe  em  directo  na  tv.  A energia, a vivência conecta-se com o nosso cérebro através de todos os sentidos e não  somente  pela  visão  e  audição.  O  impacto  é  tremendamente  mais profundo.
  • Pela  Modelação: Podes  aprender  também  através  do  contacto  com  outras  pessoas, naturalmente pessoas de referência para nós, no assunto que queremos desenvolver: são os mentores. Imaginas o que seria um empresário informático  ter a possibilidade de passar  tempo  de  qualidade  com  Bill  Gates?  Ou  um  treinador  com  o Mourinho?  Ou  um  jogador  com  o  Cristiano  Ronaldo?Não  seria  algo  único  e  incrível  poderes  conviver  com  algumas  das pessoas  mais  reconhecidas  no  teu  sector  de  actividade?  Poderes acompanhá-las  no  trabalho, conversar informalmente, tirar dúvidas, ouvir sugestões, ver em acção,  conhecer as atitudes,  formas de pensar , maneiras  de  resolver  problemas? Eu estudei com um professor de guitarra, chamado Gotze, que tinha estudado  com  um  professor  que  fora  aluno  de  Emílio  Pujol,  um  dos grandes  gurus  e  pedagogos  da  guitarra  clássica.  Dizia a  brincar  que  eu  era bisneto  de  Pujol.  Era  a  brincar ,  mas  dizer  isso  tinha  impacto  no  meu reconhecimento  junto  de  outros  colegas  músicos  (e  que  sabiam  quem  era Pujol). Se  és  uma  pessoa  de  negócios,  não  seria  extraordinário  seres  aprendiz de  Richard  Branson?  Se  és  espiritual,  do  Dalai  Lama?  Se  és  treinador …  não falo  mais do Mourinho,  pronto.

Esta  forma de aprendizagem chama-se  “por  modelação”, ou seja, copiando um  modelo que tem o conhecimento que queres obter.

————————————————————–

PLANO DE ACÇÃO

Para te tornares um profundo conhecedor dentro da tua especialidade, o tal Guru  Conhecedor, ou um “entendido” na matéria tens de ter um  plano.

Esse plano é o seguinte:
Diariamente vais dedicar uma determinada quantidade de horas ao teu objectivo de  te  tornares um Guru Reconhecido, Apreciado e Pago. No mínimo 2 horas. Se não tiveres duas horas por dia para dedicar a esta missão é porque não tens as priroridades afinadas com este objectivo.

Aconselho-te o seguinte: ou mudas de objectivo e esqueces esta história do Guru  ou então reorganizas a tua vida de acordo com a tua nova prioridade.

  •  Estudo: Faz a lista dos 10 melhores livros, cds, dvds, blogues, etc. na tua  indústria.  Diariamente dedicas 2 terços do teu tempo ao estudo destes materiais.
  •  Vivência:  Faz a lista dos melhores acontecimentos na tua área. Palestras,  seminários, cursos, encontros, grupos.  Coloca-os por ordem de importância. Em seguida organiza-os por tempos: em quais participarás uma vez por ano, em  quais participarás a cada semestre, a cada trimestre, a cada mês e a cada semana.  Organiza assim a tua agenda de acontecimentos e não deixes buracos vazios. Tens de participar em algo, ao vivo,  pelo menos uma vez por semana.
  • Modelação:  Faz a lista das 10 pessoas mais influentes na tua indústria, aquelas  com quem tens muito a aprender. Coloca os nomes no papel, por ordem de dificuldade: os de mais difícil acesso em primeiro lugar. Depois olhas para o fim da lista e começas por aí. Inscreve-te nos seus blogues, compra os seus cursos, livros ou dvds, lê o que escrevem o que dizem e o que  fazem, verifica que eventos  frequentam.  A forma mais simples de entrar em contacto directo e pessoal é através de uma entrevista. Pede-lhes uma entrevista acerca do tópico qu  te  interessa. Alguma  serão mais difíceis de conseguir outras mais fáceis. Sempre que conseguires uma, não te esqueças de gravar em vídeo. Será fantástico para  a  tua reputação  e servirá de argumento para que outros gurus de referência aceitem eles mesmos falar contigo também. Provavelmente algum deles estará  presente em algum evento a que tu assistas. Se for esse o caso, vê com quem se dá e com quem  fala, aproxima-te dessas pessoas, troca contactos e ideias.

A parte da relação pessoal dentro do teu sector de actividade é vital.

Tens de te dar com os melhores e tudo começa por um plano, depois por pôr em prática esse plano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.