“Pensa depressa, actua rapidamente.”

As pessoas de muito sucesso, seja em que área for, têm um comportamento comum entre eles e diferente da maior parte das pessoas:

– Quando se lhes apresenta uma oportunidade, pensam e decidem rapidamente. Depois, se a coisa não funciona como esperavam, demoram muito tempo a desistir. Não o fazem antes de terem dado o máximo para que funcione.

As pessoas comuns também têm uma qualidade, igual entre elas, mas diferente das de sucesso:

– Quando se lhes apresenta uma oportunidade, pensam, avaliam, ponderam, pedem opinião, asseguram-se de está tudo controlado, que os riscos são nenhuns. Demoram muito tempo a decidir e demoram ainda mais um pouco a iniciar a acção. Depois, à primeira dificuldade, desistem.

A velocidade não é inimiga da perfeição. As decisões devem ser tomadas rapidamente, a acção deve ser imediata. Depois a execução é que tem de estar cheia de atenção ao detalhe.

Sabendo isto, se pensares sobre a tua forma de funcionar, já tens uma ideia do tipo de pessoa que és.

Pessoalmente achei um processo científico, mensurável para me certificar de que não fico na “análise da parálise”: Os 90 segundos de ouro.

Sempre que me surge uma oportunidade, uma inspiração ou uma ideia eu avalio-os imediatamente e tomo uma decisão se vou prosseguir ou não dentro dos primeiros 90 segundos. Se a decisão for positiva, inicio a acção de imediato. É preciso por as rodas em movimento dentro do primeiro minuto e meio. Porquê?

Nós temos um mecanismo psicológico poderoso de auto preservação que, de facto, nos serve, mas também nos trava. Se ele tomar conta do teu processo de decisão passa a ser um vírus da atitude chamado “auto-sabotagem”. Esse mecanismo deixo-o funcionar durante aquele período dourado, enquanto avalio a ideia ou situação. Um minuto e meio é bastante tempo para identificar o potencial de uma ideia, se estiveres preparado para ela.

Depois é preciso iniciar a acção ainda dentro desse tempo. Porquê? Porque se não o fizeres, esse teu mecanismo vai-te bloquear. Vais começar a dizer para ti mesmo: “não vale a pena”, “deixa estar”, “é areia demais para a minha camioneta”, “eu não sou mais que os outros”, “o que vão pensar de mim?”, “não quero problemas”, “para pior já basta assim”, e outros disparates que te bloqueiam a grandeza interior à espera de uma oportunidade para se manifestar.

90 segundos para pensar, decidir e agir. Treina isto que vais ver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *