O Alex e a Bia escreveram este artigo longo, poderoso que vale cada segundo de leitura.

 

Reblogged From Tu Tens o Controlo

No passado Inverno de 2012, ao chegarmos a nossa casa em Londres depois de uma semana em Portugal, o nosso colega de casa disse-nos que o namorado do nosso senhorio tinha sido apunhalado numa perna à porta de nossa casa. O rasto de sangue ainda se via desde a entrada de casa até à casa de banho. Estas coisas começavam a ser demasiado recorrentes na zona onde viviamos. Pouco tempo antes já tinham morrido 2 pessoas ao pé da nossa rua, havia sempre pancadaria em alguma esquina da rua durante a noite, praticamente todos os nossos amigos já tinham sido assaltados ou já se viram no meio de alguma confusão.

Onde nós estavamos na nossa vida não era onde imaginamos que estariamos quando fomos viver em Londres. O nosso tempo, a nossa saúde, a nossa vida mesmo, parecia estar a passar-nos à frente, completamente fora de controlo. Agora que voltamos para Portugal e superamos as difículdades que viviamos lá, olhando para trás, reformulamos o nosso pensamento em muitos níveis, e reformulamos como vivemos as nossas vidas, os nossos sonhos, e os nossos relacionamentos.

Vamos fazer um pequeno teste. Deixamos-te umas perguntas, às quais tu respondes sim ou não, dependendo se estas se relacionam contigo. Depois põe à prova as soluções que te deixamos, e comenta abaixo deste artigo. Fala-nos acerca das mudanças que elas provocaram em ti ou no teu estilo de vida, dá dicas que não tenhamos mencionado, e claro, faz as perguntas que quizeres.

………….

1. Escolheste o caminho mais fácil possível? Na vida podes ter tudo, ser tudo, fazer tudo o que quizeres. Claro que não é fácil, por isso não fiques à espera que as coisas te caiam do céu, que passes de mal-sucedido a bem-sucedido de um segundo para o outro. Tens de fazer por isso. Algumas pessoas têm talento, outras garra e determinação, e a maior parte das vezes é o segundo grupo que tem sucesso durante mais tempo. A sociedade de hoje dá demasiada importância às “soluções rápidas”, a “cultura do já”, como tomar comprimidos para perder peso e esperar que funcione, em vez de se focar a comer bem e fazer exercicio. Se trabalhares pelo teu objectivo não precisas de “esperar que funcione”. Se acreditas em algo com todo o coração, mas não fizeres nada para que se concretize, não chegas lá. Se não acreditares, mas trabalhares com toda a força, se calhar chegas lá, mas não ficas lá muito tempo. Se acreditares com todo o coração, e trabalhares com toda a força, vais ter uma vida que nunca sonhaste.

Por isso, não limites a altura dos teus sonhos porque achas que vai ser “demasiado dificil”. Esquece esse sentimento e lembra-te do que tu mereces. Lembra-te das palavras de Mark&Angel, “Agora é sempre a melhor altura para sair da casca e mostrar ao mundo quem tu és e do que és feito. Começa onde estás, usa o que tens, faz o que puderes, e dá o teu melhor.”

2. Só fazes o que fazes porque te sentes seguro? Nunca deixes que o medo decida o teu futuro. Não podes crescer a não ser que estejas disposto a mudar, adaptar, a sair da zona de conforto. É impossivel cresceres a não ser que expandas os teus limites e tornes o assustador e desconfortável em conhecido e confortável. E, assim que te sentes confortável, é altura de te expandires um pouco mais.

As circunstâncias que estás a criar à tua volta, a pessoa em que te estás a tornar, a mentalidade que estás a cultivar vão aproximar-te do teu sonho. É impossível dizer quanto tempo vais estar a criar as circunstâncias suficientes para teres o teu sonho, mas esse “jogo” é o que dá significado à vida. E se falhares várias vezes, lembra-te que sucesso só se atinge com a aprendizagem de multiplos falhanços. A tua pior tentativa é sempre 100% melhor do que da pessoa que nem sequer tenta.

3. Só consegues ver obstáculos à tua frente? A única diferença entre um obstáculo e uma oportunidade é a forma como olhas para eles. Olha para os positivos e não te agarres aos negativos. Como Einstein disse, “No meio de dificuldade está oportunidade.”

Quando olhares para as tuas circunstâncias, não vejas problemas, mas sim uma montanha de oportunidades para crescer, situações em que podes mesmo fazer a diferença e onde podes atingir novas alturas, levando a nova realidade do que é possível contigo. Se conseguires isto, vais ser uma máquina que transforma dor em grandeza.

4. Já começaste muitos projectos mas nunca acabaste nenhum? Só podes avaliar o que acabaste, não o que começaste. Como é que vais adaptar, crescer, mudar, se estás parado? Sim, por vezes vais tropeçar. Aí tens a oportunidade de aprender e adaptar o teu plano para chegares onde queres mais depressa. Tens de manter esta mentalidade durante a tua viajem porque, garanto, vais ser posto à prova e aí, se não fizeres o que tem de ser feito, vais falhar mesmo. Porque a única forma de falhanço que existe é desistência.

5. Estás a trabalhar muito sem grandes progressos? Para atingir o sucesso que queres, precisas de focar a tua atenção nas coisas certas, da forma certa. Todos os dias somos bombardeados com todo o tipo de coisas que nos chamam a atenção, por uma razão ou outra. Notícias, publicidades, novos filmes ou séries ou música, novos cuchichos sobre celebridades ou sobre os vizinhos, tudo à nossa volta pode ser uma distração, se nós deixarmos. Como seres humanos, temos tempo limitado e energia limitada, por isso, é muito importante gastares esses recursos de forma eficaz. Tens de estar totalmente focado no trabalho certo, em vez de fazer coisas inconsequentes bem. Não confundas ser ocupado com ser produtivo.

6. As decisões que dizes que fizeste, realmente foram feitas por outras pessoas? Tens de viver a tua vida à tua maneira, ponto final. Cada um de nós tem uma chama no nosso coração por algo que nos faz sentir vivos, é o nosso dever encontrá-la, guardá-la e fazê-la crescer. Pára de te preocupar tanto com o que os outros querem para ti, e começa a realmente viver por ti mesmo. Descobre o teu amor, paixões, talentos e não te escondas atrás das decisões dos outros. A vida é tua, tu tens de a experienciar. Acredita que a vida que tens, a fazer algo que mexe contigo, é melhor do que vida que terias, sentado a desejar que as coisas acontecessem. Põe o pé no chão, toma as rédeas e nunca páres.

7. Não tens tempo para te ligares a outros de forma significativa? Aqui vai uma pequena história:
“Numa sala de aula, em cima da secretária, o professor tinha colocado um jarro, pedras grandes, pedrinhas pequenas, areia e um copo de àgua. Ele encheu o jarro com as pedras grandes e perguntou se o jarro estava cheio, ao que os aluos responderam que sim. Depois agarrou nas pedras pequenas e enfiou-as nos espaços entre as pedras maiores e perguntou “e agora, está cheio?”, ao que os alunos riram e disseram que agora, sim, estava cheio. Depois pegou na areia e despejou-a para dentro do jarro e esta enfiou-se delicadamente nos espacinhos que restavam. “E agora, está cheio?” Novamente os alunos riram e o prefessor disse “Este jarro representa o vosso tempo. As pedras grandes representam o tempo que passam com as vossas prioridades, as pequenas o tempo que passam com segundas prioridades e a areia para coisas menos importantes.” Então um aluno perguntou “E o copo de àgua?” Dito isto o professor, pegou no copo e despejou a àgua para dentro do jarro e disse “Ainda bem que alguém estava a prestar atenção. A água simplesmente demonstra que, por muito ocupado que estejas, há sempre tempo para ir beber um copo com os amigos.”   

Nunca estejas tão ocupado que não tens tempo para ser amável e ligares-te às pessoas. As vidas mais felizes estão ligadas a relações de qualidade, por isso, se estás muito ocupado para partilhar umas risadas ocasionais com alguém, estás demasiado ocupado. Não deixes que uma visão stressante do futuro te ofusque a alegria de onde estás agora e com quem estás. Levanta a cabeça agora e aprecia os que estão ao teu lado. A única forma de subir é com um coração cheio de gratidão.

8. Vês-te no meio de um circulo de dramas na tua vida? É escusado dizer que dramas não aparecem na tua vida vindos do nada, és tu que os crias, ou os convidas ou os associas a pessoas que os trazem. Não deixes que negatividade, ódio e drama te impeçam de seres o melhor que podes ser. Sê um exemplo. Não fales mal a quem te fale mal, ignora as travessuras tolas e foca-te em amabilidade. Usa a tua voz para inspirar, encorajar, educar, espalhar a cultura de paz e compreensão, expressa-te e comunica com as melhores intensões de paz e amor. A alguém que insista em hostilidade e drama, transmite amor e segue o teu caminho. Por vezes pessoas falam de ti porque te invejam ou porque o que estás a fazer está a criar um impacto. Deixa-as. Afectaste a vida delas, não deixes que elas afectem a tua. Se tens críticos é porque estás a fazer a diferença, se fosses indiferente ninguém falava de ti. Por isso não te deixes desviar do teu caminho por alguém que não está no seu.

………………

Agora, respira fundo e sorri.

Embora nada seja garantido na vida, podes sempre escolher o que fazer do momento presente e torná-lo em algo positivo e produtivo.
Desde Londres até agora, a única coisa que mudou em nós foi a nossa mentalidade e as ações que essa mentalidade nos levava a ter, e agora somos livres. E a única diferença entre onde estás agora e onde queres estar é o que estás a fazer no presente, e estas ações podem conduzir-te instantaneamente pelo caminho certo.

Tu tens o controlo.

  • O que fazes neste momento é o mais importante, porque o presente é o volante da tua vida. 
  • A partir deste momento, tudo muda se tu quiseres.

Alex & Bea

One thought on “Artigo Roubado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.