“A matéria nada mais é do que energia capturada.” – Dan Brown

Desde que o Einstein revelou que “matéria” e “energia” são simplesmente duas manifestações de uma mesma realidade que a nossa visão do mundo mudou. Não é possível continuarmos a pensar que existe alguma coisa que não seja parte do todo, incluindo tu e eu.

Na realidade tu e eu não somos partes distintas desta humanidade, e deste universo, mas somos o mesmo, a mesma natureza, a mesma energia.

Já imaginaste o que aconteceria à humanidade se toda a gente tivesse esta percepção inspirada da realidade? Achas que existiria alguém com fome? Parece-te que algum humano levantaria a mão contra outro? Desrespeitaríamos a Natureza da forma como o fazemos?

Quando encontras alguém generoso, gentil, afável, activo e compreensivo, sentes uma ligação invisível com essa pessoa, algo te atrai como um íman e intuis que alguma coisa vos liga. Essa ligação é um “levantar do véu” da realidade: todos somos um. Por isso quando fazes algo que melhora outra pessoa te melhoras a ti, e se fizeres algo que piora o outro, te estás a piorar a ti mesmo. Porque é que achas que isto acontece?

O interessante é estar atento, ao longo do dia, às coisas imprevistas. Estas são mensagens do espírito comum a todas as coisas e a todos os acontecimentos que trazem as sementes da mudança e, com a mudança, vem a realização.

Não penses que poderás ser realizado (tornado real) se não ouvires estas mensagens e não agires sobre elas.

O Wayne Dyer disse-me uma vez uma coisa que mudou a minha percepção do mundo e me trouxe muita sabedoria: “Não és um homem a ter uma experiência de Deus, mas Deus a ter uma experiência humana”, ou, dito por outras palavras: um humano é Deus capturado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *