“Quem tem fome não tem escolha. O seu espírito não vem de onde ele  gostaria, mas da fome.” – Max Frisch

Imagina uma pessoa que tem muitas dificuldades e passa fome diariamente, a sua família passa fome e não pode pensar em mais nada além da comida que lhe falta. Outra pessoa não tem dinheiro, passa necessidade, não pode pagar as contas,  acumula dívidas. Não consegue pensar em mais nada além do dinheiro que não tem.

Como poderá uma pessoa, no meio de todas estas dificuldades, elevar o espírito, ler bons  livros, desfrutar da natureza, da espiritualidade? Como?

Com muito esforço, vontade e dedicação. Pensa na carreira e não tem tempo para nada do que considera importante: a  família, amigos, acção social. Está tão focado na carreira, no sucesso que não usufrui dos bons livros, não desfruta da natureza nem da espiritualidade.

Há diferenças? Sim, mas poucas.

O ponto é que toda a gente tem os seus dificuldades, mas todos têm também a tendência para ver os seus maiores que os dos outros.

Facilmente vês as tuas próprias limitações e dificuldades mas olhando para os outros, vês as vantagens que têm  em relação a ti. Isso serve para te autojustificares pelo teu fracasso, ou, pelo  menos, pela tua inércia.

Pensa nas dificuldades como desafios, portas fechadas à espera de serem abertas, em vez de muros intransponíveis.

Não importa a situação em que te encontras actualmente, para progredires terás de encontrar um meio de abrir  essa porta fechada à tua frente.

2 thoughts on “Dificuldades São Só Portas Fechadas”

  1. Pingback: 11 Ideias Perigosas De Senso Comum Que Parecem Verdadeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *