“A melhor maneira de pagar por um momento agradável é apreciá-lo.” – Richard Bach

Há um tempo para tudo debaixo do céu. As coisas começam a correr mal quando misturas tudo. Ficas confuso, baralhado quando és uma coisa quando outra te é pedida.

Penso que a felicidade passa por seres pai quando estás com os filhos, ser marido quando estás com a esposa, empresário na empresa, atleta no ginásio, mestre quando partilhas, aprendiz quando aprendes, estratega no planeamento, executivo na execução, pensador quando procuras, caminhante quando encontras.

Tu és tudo para todos em todas as circunstâncias. E no fundo, bem no fundo, és algo que ultrapassa todos os papéis: tu mesmo. Aquela energia que dá sentido a tudo o que fazes. Que coloca todas as tuas acções numa única direcção:

O teu propósito.

Eu falo muito do propósito, outros chamam-lhe vocação, ou “chamamento”.

Tem um poder tão grande quando o descobres, que aviva as cores de tudo à tua volta.

Já ouviste dizer “segue o teu coração”? Não é “faz o que te dá na telha” nem “faz o que te apetecer”, mas sim, segue o teu propósito, o que tu intuis que é a tua casa, mesmo que pareça ou seja irracional, pouco prático, difícil.

Faz as tuas escolhas. Vais ver que provavelmente terás de abdicar de algumas coisas de que gostas, mas vais sem dúvida conseguir conjugar o teu projecto com tudo o que já é importante na tua vida, e, mais importante que tudo, aprecia as pequenas alegrias que são colocadas no teu caminho. São comida para a jornada.

5 thoughts on “O Poder do Teu Propósito”

  1. Pingback: » Dá-me Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *