“As pessoas não sabem o que querem até você lhes mostrar.” – Steve Jobs

Ser vendedor é prestar um nobre serviço à humanidade e todos nós somos vendedores de uma forma ou de outra.

Eu estou a vender umas ideias aqui no blog, noutras circunstâncias, recomendo este ou aquele restaurante ou um filme fantástico, ou ainda elogio uma pessoa diante de outras.

Todos os dias vendes algo e recebes algo em troca: satisfação por proporcionares algo positivo a outras pessoas, dinheiro, influência e credibilidade pessoal.

Mas se fores um vendedor profissional, se esse é o teu modo de vida, a tua responsabilidade é ainda maior.

Cabe-te a ti entrar nos sapatos dos outros, ver o que eles vêem, sentir os medos que eles sentem, as alegrias, as expectativas, a ansiedade e os sonhos. Depois recriares-te para tomares a forma das suas necessidades e proporcionares uma solução.

Não és vendedor de um produto nem um serviço, mas de uma peça que vai completar o puzzle esburacado do teu público.

O “teu ego” tem de desaparecer da equação e o “serviço” tem de tomar o controlo.

Afina a tua frequência. Quanto mais sintonizado te tornares mais sucesso irás ter como vendedor porque irás ressonar com a alma do teu público, mostrar a peça que falta e isso é irresistível.

Lembra-te: “A cooperação prova a qualidade da liderança.”Lê mais sobre este tema aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *