Nunca te esqueças do seguinte: um guru é alguém que ensina.

O que estás  a  aprender  é  o  método  para  te  poderes  tornar  um  guru  reconhecido, apreciado  e  pago.  Podes  ganhar  muito  dinheiro  aproveitando  os  produtos de outras pessoas, seja em afiliados seja em JVs, mas se quiseres atingir uma dimensão grande precisas de ser tu mesmo o teu próprio produto e precisas  de  te  expor ,  materializando-te  em  produtos  que  possam  ser comprados.

Woody Allen dizia que “o sucesso é 80% exposição”.

Deves ter visto já pessoas  muito  bem-sucedidas  mas  “sem  nada  naquela  cabeça”. Escritores e escritoras  que nunca escreveram  uma linha  mas que agora são autores de best-sellers, actores de circunstância, para não falar nos participantes  dos  populares  reality  shows.  O  segredo  desse  sucesso  é simples:  80%  de  exposição  e  20%  de  talento.

De  entre  estas  pessoas,  as  que  conseguiram  construir  carreiras  de sucesso  duradouro  foi  porque,  além  da  exposição  e  do  marketing, encontraram  também  “petróleo”,  o  mesmo  tipo  de  petróleo  que descobriste  em  ti  mesmo  logo  no  início.  Ou  seja:  valor .

Até  agora  fizeste  um  percurso  fantástico.  Por exemplo:

–  Aprendeste  que  um  guru  é  um  orientador ,  um  iluminador .

–  Já  sabes  o  que  precisas  desenvolver  dentro  de  ti  para  seres  um  guru.

–  Identificaste  um  público  desejoso.

–  Aprendeste  como  chegar  até  ele.

–  Descobriste  o  que  já  tens  e  que  é  valioso  para  esse  público.

–  Já  sabes  quais  as  ferramentas  técnicas  que  precisas  de  ter:  páginas  de captura,  auto-responder  ,  etc.

–  Aprendestes  como  escrever  um  ebook  em  15  dias.  Usando  um método  infalível.

– Sabes que precisas de um design que faça justiça ao teu conteúdo e potencie  a  experiência  de  leitura.

E  outras  coisas  vitais  para  te  tornares  um  “produto  de  primeira”.

Agora,  que  já  tens  um  produto  próprio  vamos  falar  da  parte  prática:  da exposição,  que  como  sabes,  representa  80%  do  seu  sucesso.

Um  dia  irás  disponibilizar  esse  produto para as pessoas o poderem adquirir. Podes  fazer  isso  de  duas  formas: discretamente ou exuberantemente.

“Quando  estava  na  tropa  tive  instrução  de  emboscada.  Aprendi como fazer ,  embosquei muitas patrulhas e fui  emboscado muitas vezes.

Em  treino,  obviamente.  O  que  aprendi  foi  o  seguinte:  numa  situação real,  uma  patrulha  apanhada  numa  emboscada  não  tem  a  mais pequena  possibilidade  de  sobreviver:  morrem  todos,  sem  excepção.

Somos  treinados  para,  quando  sob  fogo,  procurar  abrigo.  Se estivermos  numa  estrada,  devemos  atirar-nos  para  as  bermas,  pois estas  fornecem  a  única,  apesar  de  incipiente,  protecção.  Sabendo  isso,  a primeira  coisa  que  se  faz  na  preparação  de  uma  emboscada  num caminho é  colocar  muitas  minas anti-pessoal  nas  bermas  da  estrada.

Depois  esperar  as  vítimas  a  partir  de  uma  posição  próxima  e  elevada.

O  sinal  para  iniciar  o  confronto  é  dado  pelo  líder  da  patrulha emboscadora  e  é  sempre  o  mais  destruidor  possível.  Não  é  um  grito “vamos  a  eles!”  ou  “fogo!”  Não. É  logo  uma  coisa  o  mais demolidora possível,  uma  granada  por  exemplo  atirada  para  as  vítimas.  Depois desse  sinal  é  fogo  em  cima  deles  com  toda  a  potência.  As  vítimas, desprevenidas,  assim  que  ouvem  a  granada  inicial,  atiram-se  para  as bermas,  mas  estão  lá  as  minas  anti-pessoal. Resultados  práticos:  uma  chacina.”

Porque  é  que  estou  a  contar  isto?  E  primeiro  lugar  porque  quando cumpri  o serviço militar  obrigatório esta  instrução  impressionou-me pela sua  triste  eficácia  e  depois  porque  o  marketing  tem  muito  a  ver  com  a guerra.  Se  ainda  não  leste  o  famoso  “A  Arte  da  Guerra”  de  Sun  Tzu, aconselho-te  a  fazê-lo.

O lançamento de um produto é como uma emboscada.

Se tiveres um ebook  e  o  colocares  à  venda  na  tua  loja  online,  isso  quer  dizer:  zero vendas.  Ninguém sabe  que  ele  lá  está,  e,  mesmo que  tu  informes,  não venderás  grande  coisa.  Porquê?  Porque  as  pessoas  nunca  compraram nada na vida com base em informações, mas sim com base em emoções, como  já  sabes.

Então  precisas  de  planear  um  lançamento  da  mesma  forma  que planearias  uma  emboscada,  mas  ao  contrário. 

É  natural  que  seja  ao contrário, uma vez que ninguém quer ser emboscado, mas toda a gente adora  boas  surpresas.

Ao  invés  de  fazeres  tudo  em  segredo,  vais  dizendo  ao  “adversário” tudo  o  que  estás  a  fazer .  Vais-lhe  dando  informação,  pouca,  e  muito entusiasmo.  Mostras-lhe  como  vai  ser,  o  que  irá  mudar ,  como  ele  irá finalmente  aprender ,  ter  resultados,  etc.

E  vais  fazendo  tudo  isto,  no  descurso  de  uma  campanha  de  lançamento que  durará  pelo  menos  uma  semana.

O  segredo  não  é  pressão  muito forte:  Muitos  testemunhos,  alegações,  dois  ou  três  emails  por  dia  durante uma  semana.  Não.  Ninguém  aguenta  muita  pressão  durante  muito tempo. As tuas pessoas deixarão de ler  os teus emails e de frequentar os teus  círculos.

O segredo  é  “pressão  crescente”:  começa  pequena  e  termina  muito forte. Podes fazer isso  de muitas formas, mas vou dar-te um calendário que  funciona.

–  Faz  uma  lista  dos  assuntos  que  abordas  no  teu  ebook  e  que  sabes  que levarão  o  teu  público  “ao  rubro”,  se  o  comprar .  Aquilo  que  melhor corresponde  com  a  satisfação  dos  seus  desejos.

–  Encontra aliados que propaguem a tua mensagem. Podem ser teus afiliados  se  os  tiveres,  ou  amigos.  Precisas  de  quantos  mais  melhor .

–  Estabelece  um  plano  de  lançamento  que  cubra  estas  5  fases:

1- Demonstra o “como”. De que forma o teu público terá a realização dos  seus  desejos,  através  do  teu  ebook.  Dás exemplos  de  conteúdos.  Esta fase pode demorar 30% do tempo. Numa campanha de uma semana: 2 dias,  dois  emails.

2- Dá resultados prévios. Usa uma parte do teu ebook, uma daquelas que  darão resultados  à  pessoa  se  ela  seguir  as  instruções  e  ensina  isso gratuitamente,  dando  a  entender  que  isso  é  parte  do  conteúdo (“sampling”).  O  teu  público  fica  a  saber  que,  se  estás  a  “dar  esse  conteúdo tão bom de graça, imagina  o que estará lá,  na parte paga!” Dedica outros 30%  do  tempo  de  lançamento  a  esta  fase.  Mais  2  dias,  2  emails.

3-  Lista  as  objecções.  Podes  até  dar  exemplos  da  tua  história  ou  de emais que tenhas recebido, ou podes mesmo imaginar . Esta é a fase em que  verificas  que  objecções  as  pessoas  poderão  ter  em  relação  ao  teu produto e respondes a elas todas. Faz isso não sob a forma de objecções mas de  “perguntas  frequentes”.  Dedica  a  esta  fase  15%  do  tempo.  Outros 2  dias,  3  emails.

4- Explica como e porquê o teu produto é diferente de tudo  o que o leitor já  viu. Explica porque o leitor não obteve resultados anteriormente e  porque  é  que  irá  ter  resultados  agora.  Junta  aqui  testemunhos  de pessoas  do  público,  parceiros  ou  pessoas  credíveis,  falando  da antecipação  e  do  entusiasmo  que  será  ter  esse  produto.  1  dia,  2  emails.

5-  Apresenta  o  produto  explicando  porque  é  que  é  adequado  ao  leitor , porque  é  que  ele  é  diferente  e  especial  e  tem  de  ter  este  livro  ou  curso,  ou cd. Diz oquanto é importante para a pessoa ser das primeiras a comprar (dá um bónus irresistível), e transmite uma sensação de escassez: só vão ser  vendidos  x  exemplares,  ou  o  bónus  é  para  os  20  primeiros,  por exemplo.

Dedica  a  esta  fase  5%  do  tempo  de  lançamento.  Último  dia:  2  emails.

O último  dia  é  incrível:  precisas  de  ter  uma  data  e  hora  de  lançamento, podes até ter um countdown no teu site indicando quanto tempo falta.

Envias três ou quatro emails, fazes um novo vídeo,  encharcas o Facebook e  a  página de fãs,  promoves  o local  (site)  data  e  hora,  juntas  testemunhos de  pessoas  mostrando  antecipação  e  entusiasmo  com  o  lançamento.

Desta  forma  podes  garantir  uma  boa  quantidade  de  vendas  logo  no primeiro dia.

Imagina o desperdício de dinheiro e impacto se decidisses fazer  um  lançamento  “discreto”!  Não.

Um  lançamento  é  como  um  sinal  de ataque numa emboscada ou um penalty numa partida de futebol tem de ser  “devastador”  e  praticamente  impossível  de  defender .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.