“Trabalha no teu emprego para sobreviver e sobre ti mesmo para ficares financeiramente independente”. – Jim Rohn

Jim Rohn, com quem tive o privilégio de conversar pessoalmente várias vezes, diz sempre uma só coisa: “Tu ganhas exactamente o que mereces. Se queres ganhar mais tens de te tornar mais valioso para o mercado.”

Sendo bastante claro e simples, este conceito, não é, porém, muito óbvio.

Todos temos a tentação de invejar o Cristiano Rolando e os 800 mil euros de salário mensal. 90% da população acha escandaloso que alguém ganhe tanto dinheiro, mas uma coisa é certa: ele tem esse valor para o mercado. Se o clube que lhe paga tivesse prejuízo com o jogador mandava-o embora.

O interessante é que ele não é nem mais nem menos que qualquer um de nós, a não ser no valor que ele tem no mercado.

Contudo ele não nasceu assim, não, os pais dele e ele mesmo foram fazendo escolhas, algumas grandes, mas a maior parte delas pequenas, que o foram valorizando.

E isto é algo que qualquer pessoa pode fazer. Vais ganhar tanto como o CR7?

É possível que sim, e é possível que não. Se te tornares tão valioso como ele receberás tanto como ele.

Como é que te podes valorizar a esse ponto? Eu explico:

Escolhe uma indústria que esteja no início de uma tendência. Se estiver no pico ou no fim da tendência, estás a falhar o alvo.

Explico: Podes arranjar uma forma ultra- eficaz e barata de fabricar televisores com cinescópio, e estás muito entusiasmado. Não esqueças que a tendência actual abomina o cinescópio. Essa é tecnologia que o mercado já não quer e irás falir seguramente apesar de teres um bom produto e um bom preço. Todos querem plasmas ou LCD. Estamos, por outro lado em plena tendência do “Bem-Estar” e na “Era do Conhecimento”. Estas são duas das tendências mais fortes actualmente. Posiciona-te correctamente.

Estuda e aprende tudo o que há a saber acerca das empresas às quais te irás associar.

Verifica quais são as condições de sucesso e aprende essas competências.

Se é necessário aprender contabilidade, aprende. Se precisas de aprender a falar em público, aprende. Se precisas de dominar o Google Adwords, ou como escrever bem, ou fazer blogs efectivos…. aprende.

Partilha o teu conhecimento, de forma generosa e desinteressada. Expõe-te.

Mostra o que sabes.

Não precisas de tentar passar por perito sendo iniciante, mas mostra-te iniciante, estudante, perito ou mestre, consoante a posição efectiva em que te encontras.

Faz os passos anteriores de forma contínua, sem pensar que os resultados estão ou não a aparecer: eles aparecerão. Mantém a mente alerta para as oportunidades quando elas surgirem e nunca deixes de dar 100% de ti mesmo em tudo o que faças.

Segue estes 4 passos fáceis, com consistência e persistência. A cada dia vais-te tornando mais e mais valioso: pelo que aprendeste e pelo que partilhaste.

Um dia vais ver muitos frutos desse teu trabalho e vão começar a surgir oportunidades douradas que ultrapassam os teus sonhos mais optimistas.

Agora podes pensar: “Se basta seguir estes 4 passos tão fáceis, porque é que são tão poucos os ricos?” A resposta é simples: “o que é de fácil de fazer é ainda mais fácil de não fazer”.

E, se reparares, somente uma pessoa em cada 20 tem a teimosia de continuar a valorizar-se e a melhorar-se, mesmo que não veja nenhum resultado prático durante muito tempo. 95% desistem.

Tu é que escolhes. Este é o caminho mais fácil e simples de atingir a liberdade financeira e, consequentemente, de vida. Pelo menos que eu saiba. Se souberes de outra, sou todo ouvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.