“É preciso ter dúvidas. Só os estúpidos têm uma confiança absoluta em si mesmos.” – Orson Welles

Achas que sabes tudo o que é preciso saber e fizeste tudo o que é preciso fazer?

Não estás em desequilíbrio para a frente, quase saboreando já o que está para vir, sentindo a exaltação da descoberta?

Não sentes o chão fugir debaixo dos pés e uma vertigem?

Dúvidas? Medo? Não?

Não te obrigas a sair do mapa? A explorar uma actividade nova, a realizar um sonho antigo ou novo?

E isso não te deixa aterrorizado?

Olha, a mim sim. Eu quase me borro quando penso na incerteza e na insegurança de fazer algo ambicioso que nunca fiz antes.

Os riscos são imensos e a recompensa incerta.

Contudo deixa que te diga: faço isso todos os dias e não há nada que se compare à adrenalina de criar algo novo mesmo no fio da navalha, ao risco de nos expormos ao ridículo ou de nos tornarmos heróis.

Se encontrares um caminho que te proporcione estas aventuras percorre-o com entusiasmo e aceita com agrado tanto o bom como o mau resultado porque ambos fazem parte da aventura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.