Conheço muitas pessoas na indústria do trabalho independente, algumas delas estão ou estiveram envolvidas em esquemas de enriquecimento rápido, querem ganhar dinheiro rápido e acham que é por aí que se safam.

A própria palavra “se safam” implica algo menos transparente, fazer algo menos próprio e sair impune.

Vamos esclarecer as coisas: eu adoro ganhar muito dinheiro e adoro ganhá-lo o mais rapidamente possível e com o menor esforço possível.

Parece-me óbvia esta afirmação porque me parece lógico que a gente não queira demorar muito tempo para conseguir ganhar pouco dinheiro e que o consiga, com um enorme sacrifício. Parece-me que este é o ponto de partida de toda a luta social dos partidos de esquerda (para dar um exemplo): lutar para que as pessoas tenham mais dinheiro, mais rapidamente e com menos sacrifício.

Esta é igualmente a preocupação de todos os grupos de ação social quando falam de re-distribuição de riqueza: dar mais oportunidades a mais pessoas de poderem ganhar mais dinheiro, mais rapidamente e com menos sacrifício.

Na verdade acho que é o que todos querem.

Mas acontece um fenómeno curioso quando alguém consegue de verdade ganhar uma pequena fortuna, num curto espaço de tempo, com relativamente pouco trabalho: os mesmos que afirmam que é essa a sua luta, são os primeiros aparecerem a criticar, falam de fraude sem se aperceberem que a fraude são eles.

Não me interpretes mal, eu aprecio uma boa crítica tanto como qualquer pessoa, mas quando as críticas são baseadas em ideias pre-concebidas e não há nenhuma vontade em compreender a realidade, eu não aprecio e tenho mesmo pouca paciência para elas. Mas isto sou eu.

Vamos esclarecer o que é “muito dinheiro” , “dinheiro rápido” e “pouco esforço”.

Uma das vezes em que não tinha dinheiro absolutamente nenhum e precisei de ir comprar algumas coisas no supermercado, falei com a minha mãe, uma conversa de vários minutos para lhe pedir algum dinheiro. Como a conversa demorou e a minha mãe já tinha percebido logo no início que eu precisava de dinheiro, ela ficou com uma ideia acerca da quantia que eu precisava.

Não sei se já reparaste, mas quanto mais tempo a gente demora na conversa pré-pedido, maior é o dinheiro que a gente precisa. A minha mãe lá fez uma ideia na cabeça dela, eu estava a falar e estava atrapalhado. Quando ela me perguntou “afinal quanto dinheiro precisas” e eu lhe respondi, “20 ou 30 euros” ela desatou a rir. Com aquela conversa toda ela já estava a imaginar não sei quantas centenas ou milhares. Porém, para mim, 20 ou 30 euros eram muito dinheiro naquele momento.

20 ou 3 euros são um dinheirão quando se têm duas coisas vazias: a carteira e o frigorífico. Hoje, valorizo muito cada euro, mas considero que ganhei muito dinheiro num dia, quando ganho, por exemplo, 2 ou 3 mil euros. Já é um dinheiro interessante para se ganhar num dia, mesmo uns 1000 dólares por dia, todos os dias, já é bem interessante.

Contudo conheço pessoas para quem, se ganharem menos de 10 mil num dia, não foi um dia lá muito bom.

Por isso, o “Muito Dinheiro” é completamente relativo.

Estou agora mesmo a preparar uma viagem humanitária à Guiné-Bissau. Comprei uma carrinha para levar e entregar lá numa instituição de apoio social que precisa dela. Fiz o mesmo no ano passado, com outra carrinha.

Qualquer pessoa aqui em Portugal que ganhe um salário mínimo de 500 euros e chegue à Guiné a dizer que ganha 500 euros por mês, eles mal podem acreditar que alguém possa ganhar tanto dinheiro: é que eles ganham isso num ano.

Tu ganhas num só mês o que um guineense ganha num ano (PNB per capita é de 510 dólares, dados da ONU relativos a 2013), e ainda tens férias pagas, segurança social e outros benefícios que, para ele só os muito ricos têm.

Não achas que ele vai dizer que tu és uma das pessoas que “Ganha Muito Dinheiro”, “Dinheiro Rápido” e “Com Pouco Sacrifício”?

Não é que eu ache justo que haja pessoas em portugal a ganharem o salário mínimo. Não acho, eu já o ganhei durante anos e é horrível.

Mas é para entenderes que, quando se fala de dinheiro rápido com pouco esforço, cada pessoa tem uma ideia diferente do que isso significa e que essa ideia é sempre criada em comparação com a realidade que a pessoa vive.

Concordas comigo?

Contudo, nem todo o dinheiro é igual e nem toda a velocidade a ganhá-lo vem da mesma energia.

Uma das causas do fracasso financeiro de muitas pessoas que perseguem o sonho de “ganhar dinheiro rápido com pouco esforço” é, precisamente o querem ganhar dinheiro rápido com pouco esforço: acham que o dinheiro se vai materializar nas suas contas bancárias, vindo do nada e por isso não querem trabalhar, nem aprender algo de valioso para o mercado e para a sociedade.

Ora, todo o dinheiro ético vem da troca de valor. Se não dás valor ao mercado não recebes dinheiro de volta. Ponto final.

Mas como, “dar valor” implica trabalho (que não tem de ser trabalho árduo, mas é trabalho assim mesmo) algumas pessoas preferem saltar esta parte e ir diretamente para o “receber”.

Aqui a coisa complica. É que não se ganha dinheiro em troca de nada. Para ganhares dinheiro é preciso que alguém to dê. E esse alguém irá dar-to em troca de alguma coisa que lhe traga algum benefício (valor).

Se não for assim, essa transacção tem um nome: é roubo. Podes mostrar uma arma a uma pessoa para ela te dar o dinheiro dela, ou podes convencê-la de que se te entregar o dinheiro vai ganhar 10 vezes mais sem riscos e sem trabalhar… é roubo da mesma forma: com violência ou com persuasão, vai dar ao mesmo: não estás de facto a entregar nada de valioso em troca.

Estes são os esquemas que povoam a Internet e que prometem o tal “enriquecimento rápido sem esforço”.

Como te disse, conheço muitas pessoas que são vítimas deste tipo de burlas e continuam a procurar as mesmas coisas, largando quantias enormes de dinheiro de cada vez que fazem uma tentativa.

Conheço outras pessoas que são os mestres do esquema, convencem as pessoas a dar-lhes o dinheiro com as promessas do costume, e, quando aquilo acaba (acaba sempre) e as pessoas não ganharam o prometido, põe as culpas na empresa fraudulenta, fazem-se eles próprios de vítimas (mas com o bolso cheio) e partem para outra, exatamente como a primeira, levando atrás as mesmas pessoas que lhes vão dar dinheiro outra vez.

Nada de bom pode sair daqui. Nem para as vítimas (realmente idiotas, por se deixarem roubar uma e outra vez), nem para os mestres do esquema, que ou acabam na cadeia ou na miséria.

Se tu ainda andas atrás de esquemas destes, de atalhos, a tua sina está lida.

Acredita: Não é do teu interesse evitar passar a fase do trabalho duro, da aquisição de competências, de criar valor e aprender como comunicar esse valor ao mercado.

É aqui que está tudo o que procuras. Como te disse, eu adoro ganhar muito dinheiro muito depressa, e não há nada de errado nisso, antes pelo contrário.

Considero que todos temos o dever de ganhar o máximo possível no mais curso espaço de tempo. Se não o queres fazer por ti mesmo, fá-lo pela tua família ou pelas pessoas que nao têm as mesmas competências e oportunidades que tu tens agora mesmo à tua frente.

Muitas pessoas não as têm e por isso é parte da nossa responsabilidade ganhar para nós e para elas. Pagar as dívidas de familiares debilitados, dos nossos pais ou irmãos que não têm as competências, a vontade a oportunidade que nós tivemos, ir à Guiné deixar montanhas de ajuda humanitária e dezenas de viatura, incluindo 5 ambulâncias (como fazemos este ano).

Este tipo de coisas só se podem realizar se assumirmos a nossa responsabilidade de ficar podres de ricos o mais rapidamente possível porque há muitas coisas incríveis para serem feitas e precisam do nosso dinheiro e do nosso tempo.

Não achas que está na hora de fazer algo de grandioso assim com a tua vida? Não achas que já chega de pensar que o dinheiro tem de ser pouco e difícil de ganhar? É tudo mentira.

Tu podes adquirir tanto valor no mercado que milhares de pessoas vão querer comprar-te seja lá o que for que tu tenhas para vender pois sabem que, vindo de ti tem de ser coisa boa, e é. Vais mesmo fazer a diferença nas vidas delas, vais dar-lhes oportunidade de se cultivarem, de aprenderem coisas novas, de se movimentarem agilmente no novo mundo que tem novas regras e de ganharem fortunas no processo.

Vês-te a fazer isso? Consegues imaginar-te a Ganhar Dinheiro Rápido sem esquemas mas com valor? Se sim, bem vindo à Tribo, a tua subscrição inicial está à tua espera aqui mesmo.

 

 

11 thoughts on “Ainda Andas à Procura de Esquemas Para Ganhar Dinheiro Rápido?”

  1. Apreciei bastante o conteúdo deste blog!

    Ajuda a explicar porque é que a nossa indústria não é um esquema fraudulento.

    Existe gente de mais a opinar na Internet sem qualquer conhecimento do que afirmam, sobre a Empower Network e os Lazy Millionaires.

    “Façamos nós boa letra e leia-a quem quiser”.

    Por mim, tenho realizado um crescimento a nível de desenvolvimento pessoal, que só é pena ter chegado tão tarde.

    Ganhei também novos e verdadeiros amigos que muito me honram com o seu estímulo e exemplo.
    Um grande OBRIGADO e bem hajam!

  2. Olá Rui Gabriel,
    Novamente surpreendida com o artigo, já espero todos os dias surpreender-me com os teus artigos (agora estás “obrigado” a surpreender-me todos os dias). Tens razão…..ganhar dinheiro, mesmo muito dinheiro (também quero e gosto), mas acima de tudo, dar valor à sociedade….e fazermos “algo grandioso com a nossa vida”.
    Um abraço, Luísa de Sousa.

    1. Ainda bem que te surpreendes. A capacidade de nos surpreendermos está na origem de todo o progresso. Obrigado pelo teu apreço. Comenta sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.