“És feliz enquanto estás a crescer.”

Não sei se te lembras da adolescência. Quando descobrias o mundo, a independência da família, liberdade, rebeldia, o teu grupo de amigos que valia mais que ouro, a intensidade dos pensamentos e das emoções, o mundo a preto e branco sem politicamente-correcto nem zonas cinzentas, o valor muito relativo do dinheiro e das regras, as ideias claríssimas acerca de alguns assuntos e confusão total acerca de outros, certezas eternas que duravam um dia.

Talvez essa atitude de descoberta e desafio tenha passado completamente.

  • Se isso aconteceu paraste de crescer e, aposto, não és muito feliz.
  • Por outro lado, se continuas irreverente, senhor do teu nariz, à procura de saber mais, aprender outras coisas, passar por novas experiências, arriscar tudo sobre uma visão, se te apaixonas por uma ideia e estás disposto a dar tudo para a veres concretizada, se te sentes com um propósito e uma missão, mesmo que não saibas ainda qual será, então estás a crescer.

Neste caso, não importa a tua idade: és jovem, não importam as tuas condições de vida: és feliz, aposto eu e sei que ganho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.