Bom Dia.

Há poucas palavras que despertem tantas emoções contraditórias como a palavra Dinheiro.

Deixa que te diga uma coisa:
A Vida Não Presta Para Quem Vive Emocionalmente Agarrado Ao Dinheiro.”

Não é bom nem mau.

O DINHEIRO É COMO UMA LUPA: amplia o que a pessoa é.

  • Faz das pessoas generosas, pessoas ainda mais generosas.
  • Faz das pessoas tirânicas, pessoas ainda mais tirânicas.
  • Paga livros que expandem a mente e drogas que a destroem.
  • Faz pessoas felizes e faz pessoas miseráveis.
  • Traz abundância e traz inveja.
  • Torna pessoas livres e torna outras pessoas escravas.

Não é incrível que se destruam amizades por causa de disputas de dinheiro e que se fortaleçam amizades por causa das experiências que o dinheiro pode proporcionar?

ESTE É O PARADOXO DO DINHEIRO.

A verdade é esta: não conheces verdadeiramente uma pessoa até que ela tenha mais dinheiro do que aquele que precisa.

Não te conheces a ti mesmo até que passes por essa experiência.

Se não viveres emocionalmente desligado do dinheiro nunca experimentarás o seu poder real para te servir.

Quando isso acontecer, quando ganhares o dinheiro suficiente para não teres de viver função dele, aí vais revelar o teu verdadeiro eu.

Aí vais libertar os 90% do teu cérebro ocupados pelo dinheiro ou pela sua falta, e vais começar a descobrir a tua verdade.

E vais ver quem realmente és.

  • Generoso ou egoísta
  • Confiante ou medroso
  • Compreensivo ou tirânico

E vais começar a entender qual o teu papel neste mundo.

Conheço gurus de desenvolvimento pessoal que desprezam o dinheiro.

Não me parece boa ideia para um cozinheiro desprezar a água quando se trata de fazer uma sopa pois o dinheiro é uma das maiores ferramentas de Desenvolvimento Pessoal que existem.

PODES TOMAR NOTA:
Ganhar muito dinheiro é fácil (e se é dificil para ti é somente porque estás a tentar fazê-lo de forma errada)

Porém, sendo fácil ganhar dinheiro, O IMPORTANTE É A PESSOA EM QUE TE TRANSFORMAS NO PROCESSO.

 

Bom dia desde o Ninho das Águias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.