“Não somente uso todo o meu cérebro como ainda peço mais emprestado.” – Woodrow Wilson

A língua inglesa tem uma expressão tão interessante que não resisto a partilhá-la aqui: “A mind is a terrible thing to waste” ou “a mente é uma coisa terrível para desperdiçar”. Quando uma pessoa desiste de estudar e aprender, está a desperdiçar muito do seu potencial.

Sabias que o cérebro tem uma infinita capacidade de aprender?

Quando estás a aprender algo estás simplesmente a criar novas ligações entre neurónios (sinapses). A princípio é como começar a caminhar sem trilho, sobre a erva. Mas à medida que vais insistindo, praticando, melhorando, essas ligações vão-se tornando mais robustas até ficarem implantadas por hardware no cérebro como um caminho muito percorrido.

Então o que parecia tão difícil, tornou-se simples e podes agora executar essas tarefas de forma quase automática.

Quando isso acontecer, está na hora de recomeçar a fazer coisas novas, desafiantes, desconfortáveis, a aprender algo de novo e a criar novas ligações.

Não há limites para a quantidade destas sinapses que podes ter e, portanto, para aquilo que podes conseguir.

Lê todos os livros, vê todos os filmes, estuda todos os autores, exprime-te, torna-te contabilista e artista, dona de casa (sendo tu homem ou mulher) e agricultor, escritor e sapateiro, aventureiro e dançarino, karateca e monge, yogui e atleta, peregrino e empresário, rico e mergulhador, pára-quedista e funcionário público.

Sê tudo o que puderes ser.

A tua mente, depois de expandida, nunca mais volta ao tamanho inicial.

Usa o teu cérebro ao máximo e pede mais emprestado: escolhe os teus mentores entre os melhores. Procura entre as pessoas que conheces ou ouviste falar. Com a Internet não terás dificuldade de encontrar alguém qualificado a quem copiar seja qual for a área a que te queiras dedicar.

O primeiro passo é tomar uma decisão, sair da zona de conforto. Depois Agir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.