Bom Dia.

Quando o caminho desaparece é tempo de navegar sem mapa, desenhar sem borracha, de sair da zona de conforto e da segurança da estrada.

É TEMPO de auto-descoberta e de por à prova “afinal quem sou e quanto valho”.

É O TEMPO de ter tomates e ir à luta, sem nenhuma certeza a não ser que vamos dar o nosso melhor e o resultado será o que for.

É O TEMPO DA FÉ, de dar o passo sabendo que o chão vai aparecer, de saltar no espaço vazio sabendo que irão nascer as asas pelo caminho e que, não somente vai ficar tudo bem, mas vamos transformar-nos naquela classe especial de seres humanos que irão inspirar outros a serem as melhores versões de si próprios… como nós.

ENQUANTO não tiveres a experiência de ficar diante de um percurso novo, sem caminho feito, não terás realmente vivido ainda.

ENQUANTO não sentires aquele frio na barriga, uma mistura de medo e de entusiasmo, diante de um caminho novo, ainda estás longe de ter descoberto a tua faceta melhor.

HOJE, se te aparecer uma oportunidade dessas aproveita-a.

Não precisas ver o caminho todo para dar o primeiro passo.
GARANTO-TE : de passo a passo o caminho vai-se revelando.

Bom Dia desde o Ninho das Águias.

2 thoughts on “Como (Re)Agir Perante a Adversidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.