“Querer é quase sempre poder: o que é excessivamente raro é o querer.” – Alexandre Herculano

Para não caíres no engano que afogou muitíssimos fans de “O Segredo”, não penses que “poder” é “ter”. Não, para “poder” se transformar em “ter” é preciso o ingrediente secreto: “fazer“.

Portanto proponho aqui uma moção, que sujeito a votação, para alterarmos o adágio “Querer é Poder” no qual o Alexandre se baseou para a reflexão dele.

E proponho que a alteremos para: “Fazer é Poder”.

Tu podes dizer, como aliás quase toda a gente diria: “Dá-me a força e eu levantarei o peso“.

Mas eu digo-te “Levanta o peso e terás a força“.

Parece lógico? Penso que não, mas é verdadeiro mesmo assim.

Não poderás correr a maratona se estiveres à espera de ter a condição física para o fazer. Tens de correr para teres a condição física. Não podes esperar ficar rico se não ganhares dinheiro todos os dias (esse dinheiro é que te fará rico). Não podes ficar à espera de ser saudável para começares um programa de exercício físico (este programa é que te fará saudável), nem estar triste à espera que a felicidade apareça (a alegria é que te trará a felicidade).

Não podes esperar ter todas as condições para fazer algo, quando é esse algo que te fornecerá as condições. É o que chamamos a “desculpa” ou o “motivo”.

“Não invisto em nada porque não tenho dinheiro” (é claro que não investindo em nada nunca terás dinheiro), “não vou à festa porque estou deprimido” (e continuarás), “não leio livros porque não gosto de ler”, “não estudo porque sou burro”, etc. etc. etc.

Parece-te lógico?

Então votas na mudança do ditado: “Fazer é Poder”, em vez do “Querer é Poder”? Óptimo.

O boletim de voto está na próxima oportunidade que te surgir:

Faz e terás o poder de fazer.

É aí que se vai ver se votas no “Querer” ou no “Fazer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.