Quero dizer-te uma coisa: eu hoje estou muito zangado. Muito zangado, porque descobri que fui enganado e que a maior parte das pessoas à minha volta foram enganadas. Estou Furioso!

Disseram-me que eu “não podia fazer isto!”, “não podia fazer aquilo”!

Quando eu não tinha dinheiro diziam-me:

– Ah não podes fazer isso porque não tens dinheiro.

E eu não fazia porque eu acreditava naquilo que me diziam, e passei muita necessidade a minha vida inteira.

E depois diziam-me assim:

– Rui não podes fazer isso porque não tens tempo.

E eu, que trabalhava 16 horas por dia, não tinha tempo para fazer as coisas que eu gostava e as coisas que eu queria, acreditei naquilo que me diziam.

(No vídeo abaixo: a gravação da Introdução do Hangout Acerca de VIVER DA INTERNET do qual este artigo é a transcrição.)

 

Depois diziam-me assim:

– Rui tu não podes fazer isso porque não tens competências! Tu não o sabes fazer! Como é que podes fazer uma coisa que não sabes?

Eu também acreditei nisso e perdi uma grande parte da minha vida a não fazer coisas porque “não as sabia fazer” e a não ter coisas porque não tinha tempo nem dinheiro.

Eu hoje sinto-me enganado, porque me enganaram.

Se calhar enganaram muitas pessoas que estão aqui, com a mesma conversa de que “não podes porque não tens isto, ou porque não tens aquilo ou porque não tens aqueloutro”, nomeadamente uma destas 3 coisas: dinheiro, tempo e competências.

Hoje falo sobre esse assunto porque eu acredito nisto:

Se uma pessoa que não tenha pernas quiser correr, e quiser ganhar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, a essa pessoa, podem dizer-lhe assim:

– Ah, tu não podes correr porque não tens pernas!

Mas essa pessoa, sem pernas, pode escolher acreditar… ou não.

Muitas pessoas não acreditaram nesta limitação e ganharam medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, mesmo sem pernas. Arranjaram uma maneira. Até fizeram uns Jogos Olímpicos inteiros, chamados Para-Olímpicos, precisamente para aquelas pessoas, aqueles atletas, que não vão em tretas e não acreditam quando lhes dizem:

– Ah tu não podes fazer isso, porque te falta aquilo.

As maiores e mais inspiradoras histórias de superação que temos no mundo são aquelas de pessoas que não acreditaram nas tretas, nas mentiras que lhes andaram a dizer a vida inteira, acerca daquilo que podem ou não podem fazer.

Isso aconteceu comigo e com a maior parte das pessoas que trabalham comigo e vivem da Internet: não acreditámos em nenhuma dessas tretas do “Ah, não podes fazer porque não sabes(!) não podes fazer porque não tens … ” e essas pessoas hoje estão aqui e têm sucesso da mesma forma que aconteceu comigo quando eu mudei a minha forma de pensar.

Quando eu deixei de acreditar nessas mentiras eu convenci-me de que era possível.

Para me libertar dessas mentiras, fiz uma Pergunta Mágica.

  • Quando pensava (e eu acreditava): “Eu não tenho dinheiro” – pensava em seguida: “Não tenho dinheiro, mas se eu conseguisse arranjá-lo, como faria eu isso?”
  • E depois pensava assim: “Eu não tenho tempo” – e também pensava em seguida: “Mas se eu conseguisse tê-lo, onde iria eu arranjá-lo?”
  • E sempre que pensava: “Eu não tenho as competências, eu não sei nada disto. Eu não sei de negócios, eu não sei de Internet, eu não sei nada acerca de “trabalho-a-partir-de-casa” mas, se seu pudesse aprender, aprenderia onde e com quem?”

Quando eu comecei a pensar desta forma o meu registo mental mudou completamente e agora, passados 2 anos depois de eu ter começado a fazer isto eu percebi que, mesmo que não tenha agora algo que queira, eu posso consegui-lo.

A vida não é uma fotografia, a vida é um filme.

Numa fotografia as coisas são o que são e não podem ser mudadas mas num filme há movimento. Uma coisa que agora é de uma forma, daqui a meia hora pode ser de outra porque as coisas vão mudando.

Eu aprendi que posso ter a capacidade de mudar coisas à minha volta: se eu não sei uma língua, posso aprendê-la. Se não sei ler, posso aprender a ler. Se não sei nada de Internet Marketing, eu posso aprender Internet Marketing, se eu não sei ganhar muito dinheiro, eu posso aprender a ganhar muito dinheiro. Se eu não sei gerir dinheiro, não faz mal, eu posso aprender a gerir dinheiro.

Eu posso aprender a fazer aquilo que eu quiser porque eu deixei de acreditar naquelas tretas que se dizem lá fora:

  • -“Tu só podes fazer coisas se tiveres condições para isso!”
  • -“Não podes dar o passo maior do que a perna”
  • -“Não podes sonhar demasiado alto”
  • -“Quanto mais alto sobes maior é a queda”

Esta porcarias todas que nos andam a dizer, e eu acreditei nelas todas durante muito tempo.

É tudo Mentira!

Nós podemos sonhar do tamanho que muito bem quisermos e podemos realizar os sonhos que muito bem entendermos. Eu comecei sem tempo, nem dinheiro nem competências, e comecei sem ganhar nada, mas agora já ganhei mais de 500 mil dólares. Recordo que os resultados não são típicos e que os rendimentos médios estão em ruigabriel.com/rendimentos.

Ganhei este dinheiro porque deixei de acreditar que não tinha tempo nem dinheiro para investir, nem competências e decidi arranjar soluções e começar como pudesse. Eu aprendi como se cria um rendimento quando eu não sabia fazer isso.

Quando me diziam: Não é possível! Eu dizia: É possível! Se alguém já o fez, é porque é possível e, se é possível, significa que eu posso correr atrás, eu posso aprender o que for preciso aprender e posso fazer o que tiver de ser feito durante o tempo que for preciso.

Foi com essa atitude que eu comecei e por isso os meus resultados foram tão gigantescos. Mudei de vida completamente, ganhei uma pipa de massa, consegui a minha casa, e reuni uma quantidade de amigos, consegui ter a minha família de volta que tinha sido dispersa por causa da crise.

Hoje é para mim uma honra e um privilégio, estar aqui a partilhar estas coisas contigo.

Como te disse no início, estou furioso porque descobri que me mentiram durante a vida inteira mas estou ao mesmo tempo feliz porque hoje muitas outras pessoas também já descobriram esta mentira e já não vão em tretas de ninguém e sabem que podem SER, TER e FAZER tudo aquilo que quiserem, porque a vida não é uma fotografia, a vida é um filme e nós podemos mudar o que for preciso.

A vida é um processo. Não é algo que “ou é ou não é”, a vida é um “tornar-se” e, quando a gente descobre isso, fica tudo muito fácil.

Quando comecei a dizer que podemos mudar as nossas circunstâncias, várias pessoas se levantaram em protesto dizendo que não era verdade, que o mundo é como é, nós somos como somos e que não podemos mudar as coisas, temos as nossas limitações, coisas acontecem-nos e não podemos fazer nada a esse respeito.

Qual a tua opinião? A nossa vida é fruto da nossa forma de ser e das circunstâncias ou podemos mudar a nossa forma de ser e as nossas circunstâncias, e daí podemos mudar a nossa vida?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.