“Extrai a tua vida da tua imaginação e não da tua história.” – Stephen Covey

 

Artigo Relacionado: A Noz

Eu ouvi dizer, há muito tempo, que “o que a tua mente pode conceber, também pode alcançar” (W. Clement Stone) e, para ser muito sincero contigo, pareceu-me uma treta.

Estudei visualização criativa e meditação, mas sempre entendi que o que se passa na mente, pertence à mente e o que se passa no mundo pertence ao mundo. Ainda aceitava que a mente tivesse influência sobre o próprio corpo, mas como o meu corpo está fisicamente separado do mundo, a minha mente não poderia ter qualquer poder para concretizar algo no mundo fora de mim.

Hoje penso de forma diferente e chamo a esta capacidade de criação a “manifestação”.

Desejar algo, criar as condições mentais certas, usando também a imaginação, e iniciar um processo de laboração interior que irá manifestar aquilo que pretendes.

Isto é real. É assim que funciona.

Mas antes que comeces a por esta ideia de lado, pensando que tenha algo a ver com “magia” ou com o “sobrenatural” deixa que te diga o seguinte: Presta atenção ao que eu escrevi atrás. Eu disse: “laboração interior” e “manifestação”. E estas duas expressões funcionam em sinergia e encerram um segredo.

Tu vais transformar-te interiormente.

Este trabalho pessoal que alguns autores chamam “sintonização” é o que te permitirá manifestar o resultado. E consegues esta transformação através da visualização criativa, usando a tua imaginação para criar aquilo que pretendes, e através da intenção deliberada: a acção iniciada pela intuição e levada a cabo com a razão.

Este é o trabalho de laboração interior, que te vai fazendo crescer até teres o tamanho do teu sonho.

O segredo da “manifestação” é que tu vais ver acontecer algo que sempre lá esteve, mas que tu não vias porque não estavas preparado. Se tu souberes que o que tu pretendes já lá está à tua espera, poderás sentir-te grato hoje, mesmo que neste momento ainda não estejas preparado para a tua manifestação e por isso ainda não vejas as coisas a acontecerem. E estar agradecido significa ser generoso.

Imagina que queres um carro novo, ou um namorado, ou 10 mil euros no banco. Agradece de coração teres esses bens ao teu alcance e retribui com a generosidade equivalente à tua gratidão. Vais ver que começas a distribuir bens, conhecimento, ideias, dinheiro pelas pessoas que precisam dessas tuas coisas. E isso vai por os motores em marcha dentro de ti, alimentando o processo de laboração interior que te irá levar à manifestação das coisas que tu queres.

Artigo Relacionado: Respirar

Não é tão interessante a forma como esta economia funciona? Não sei se me fiz entender. Espero que sim, porque não é assim tão complicado. É mais difícil de descrever do que de fazer.

Agora pensa nas pessoas que querem ter uma vida melhor e seguram o dinheiro, não ajudam ninguém, não repartem as coisas boas que têm. Estão preocupadas porque no passado tiveram dificuldades, ou estão agora mesmo a passar por elas. Nunca terão essa vida melhor que tanto ambicionam, porque nesta “economia cósmica”, a abundância flui para quem a faz fluir e retrai-se para quem a faz retrair. Por isso é a tua imaginação que criará um bom futuro para ti e não a tua história.

Artigo Relacionado: Triângulo Mágico

Deves estar a pensar que isto é um bocado místico, mas digo-te: é assim mesmo.

Não precisas acreditar para isto funcionar.

Só tens de fazer.

Depois de veres o que acontece, passarás a acreditar muito rapidamente… desconfio eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.