“A maior parte das pessoas matam-se a trabalhar para ganhar a vida.”

Tem de haver um propósito na vida para além da sobrevivência.

O trabalho pode ser uma prisão ou um avião. Pode manter-te acorrentado ou levar-te à estratosfera. Pode embrutecer-te ou revelar todo o teu potencial.

Procura um trabalho que te complete, em que possas exprimir a tua paixão, em que possas dar o teu melhor, em que possas trabalhar 24 horas por dia sem um segundo de desânimo.

Se o achares, já tens 50% de felicidade encontrada. Mesmo que não possas sobreviver com ele e tenhas de fazer outras coisas, essas outras coisas acabaram de ganhar um propósito: trazerem-te a possibilidade de realizares o teu potencial em algo que te apaixona.

Não é absurdo uma pessoa matar-se a trabalhar somente para sobreviver? Perder a vida para ganhar a vida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.