“Se os insectos desaparecem, a vida, como a conhecemos acabaria em 50 anos. Se os humanos desaparecessem, a vida floresceria.” – Jonas Salk

Isto faz-me pensar no que raio andamos cá a fazer. Qual o nosso propósito como espécie? Não sei. Mas sei que ele está ligado ao nosso propósito como indivíduos.

Se tu desaparecesses, a vida em teu redor ficaria melhor? E não falo da tua família e amigos. Alguns desses sentiriam a tua falta. Falo sim da tua comunidade, do teu círculo de influência que se estende a todas as pessoas com quem de alguma forma te relacionas, directamente ou indirectamente.

Muitas das pessoas desse teu círculo nem sequer sabem que estão ligadas a ti. Têm um conhecido comum, ou cruzaram-se com uma ideia que expressaste e que foi repetida por um desconhecido numa conversa distante que alguém ouviu.

Mesmo sem que o saibas, tu tens um impacto gigantesco na vida de milhões de pessoas.

Com este blog, por exemplo. Consegues imaginar o impacto que a mais pequena das palavras que escrevo tem na vida de centenas de milhares de pessoas, e na de pessoas com quem elas se relacionam? Eu não. E, para ser sincero, isso assusta-me um pouco.

Qual é o teu impacto no mundo?

Que legado estás tu a deixar?

Se tu morreres agora o mundo ficaria melhor ou pior sem ti?

Sê honesto nas respostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.