“Falta de dinheiro não é obstáculo. Falta de ideia é um obstáculo.” – Ken Hakuta

Não interessa qual o teu objectivo. Seja ele qual for, irás encontrar, em algum momento do processo, um obstáculo insuperável.

Insuperável, se mantiveres inalterada a tua mentalidade, valores, métodos de resolução de problemas.

Como resultado, em algum momento irás ter de te ultrapassar a ti mesmo por forma a ultrapassares uma determinada dificuldade.

Vais crescer.

Não penses que consegues fazer coisas maiores mantendo-te do tamanho que tens. Irás fazê-las sim, crescendo juntamente.

Um dia destes ouvi um amigo da minha organização a queixar-se que adoraria poder tirar umas duas semanas de férias nas ilhas gregas, mas que infelizmente não seria possível porque não tinha dinheiro. Eu perguntei qual era o plano dele e ele respondeu: “Qual plano?” Eu perguntei de novo: “Não tens um plano?” Não tinha. Ora se não tem dinheiro e não tem plano, o que tem é um sonho irrealizável, uma espécie de droga mental que lhe traz alguma serotonina e o faz sentir ilusoriamente feliz.

Tu, leitor, provavelmente tens algum destes “sonhos impossíveis”. Mas eu vou-te revelar o “ovo de colombo” para os concretizares:

Ou tens o meio ou tens um plano.

Se não tiveres nem um nem outro, é melhor esqueceres esse sonho porque não passa, e nunca passará, de uma ilusão.

Mas se tiveres um deles, então ele está de facto ao teu alcance.

Primeiro toma a decisão firme de perseguir o teu sonho. Verifica se o podes financiar com os meios que tens actualmente. É claro que irás ter de fazer escolhas, provavelmente terás de abdicar de algumas coisas que também aprecias. Isso são somente testes para verificares o quanto queres mesmo alcançar o teu sonho.

Se não tiveres forma de financiar o teu objectivo, então tens de ter um plano.

Se o problema for o dinheiro, descobre as formas mais baratas de o atingir e em seguida inicia um processo de angariação de fundos. Não tens de ter todo o dinheiro amanhã, mas se começares hoje a poupar de 10 a 20% do teu rendimento daqui por algum tempo terás todo o dinheiro de que precisas.

Podes demorar 6 meses, ou um ano, ou mesmo 5 anos.

Não faz mal.

Vai acontecer.

Irás realizar o teu sonho.

E sabes uma coisa? Mesmo que demore 5 anos, daqui por 5 anos, com poupança ou sem ela, tu estarás 5 anos mais velho. Mas se seguires o teu plano, daqui a 5 anos podes estar de papo para o sol ou no mesmo local onde estás agora.

Outro exemplo: Queres uma família, filhos, esposa ou marido, mas estás sozinho(a) e não parece haver ninguém no mundo capaz de te cativar. Óptimo. Não tens uma namorada ou namorado, precisas de ter um plano.

Ainda outro: Pretendes atingir uma determinada posição na tua carreira profissional. Ou tens os meios e consegues, ou não tens os meios e tens um plano para o conseguir no futuro.

Mais um: tens um problema de saúde ou bem-estar que precisas de tratar. Ou tens os meios ou tens um plano. Se tiveres um dos dois e agires em conformidade atingirás o teu objectivo.

E assim com todas e cada uma das áreas da tua vida. Conseguirás tudo o que quiseres se tiveres os meios e agires em conformidade, mas se não tiveres os meios podes atingir na mesma os teus objectivos se tiveres um plano… e agires em conformidade. A frase-chave, se não tinhas reparado ainda é “agir em conformidade” não é “sonhar acordado”, nem “basta desejar”, nem “pensamento positivo”. Não!

Muito claro e óbvio. Parece suficientemente simples, e é.

Cria esta disciplina: Tomas a decisão, depois verificas se tens os meios e, caso contrário, defines um plano. Esta disciplina simples faz libertar a tua energia criativa na solução em vez de a concentrar no problema.

Por isso te digo: Primeiro a decisão, depois a solução.

Se esperares ter os meios para tomar uma decisão e estabelecer um objectivo, nunca sairás de onde te encontras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.