“Felicidade não consiste na felicidade, mas na sua conquista.” – Fyodor Dostoevsky

O descanso tem um problema: só é apreciado por quem está cansado. Assim como a comida, só apreciada por quem tem fome, ou a bebida, ou o conhecimento, ou a felicidade.

Esta última é apreciada por quem a busca, anseia por ela. Acho que está bem perto da Liberdade nesse aspecto.

Como ser feliz? Haverá alguma fórmula?

Acho que sim.

É feliz quem procura a felicidade, como é livre quem luta pela liberdade, é bem-sucedido nos seus projectos quem desenvolve projectos.

O próprio facto de estares a fazer algo para atingires um objectivo, já é atingir esse objectivo, porque tudo é um processo nunca uma meta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.