Já pensaste bem no que significa Liberdade Financeira e como consegui-la? E se a conseguisses facilmente não seria melhor ainda?

Algumas pessoas chamam-lhe Independência Financeira, mas acho que é basicamente a mesma coisa. Porém, quando perguntamos o que isso significa, o pessoal normalmente engasga-se um bocadinho. Não tem ideias claras sobre esse assunto.

  • Uns dizem que é “ser rico” mas depois não sabem bem o que isso é: ter um milhão no banco, ganhar mil dólares por dia, viver nas Caraíbas, ter uma casa e um carro de luxo, viver sem dívidas, etc. E muitas outras respostas completamente diferentes. Se vires bem, podes-se viver nas Caraíbas sem ter um milhão no banco, ou ter um carro de luxo e mesmo assim ter dívidas (principalmente se o carro foi comprado a crédito), e por aí fora.
  • Outros dizem que liberdade financeira é ter tempo para passear com a família e fazer só as coisas de que se gosta. Também não está mal, porém pode-se ter tempo para isso tudo, por exemplo, estando desempregado e sem um cêntimo no bolso.
  • Outros ainda dizem que liberdade financeira é ter dinheiro para tudo o que se quiser, sem ter de se preocupar com isso. Esta está fantástica, mas a verdade é que se pode ser livre financeiramente sem necessitar de ganhar somas astronómicas de dinheiro, fora da realidade e da compreensão da maioria de nós.

Na verdade, ter liberdade financeira é fácil, se souberes o que isso é e como o conseguir.

Vou dizer-te primeiro o que isso é: O Que É Liberdade Financeira?

Toma nota: Liberdade (ou Independência) Financeira é poderes pagar as tuas despesas automáticas com receitas automáticas (rendimentos residuais).

É isso.

As despesas automáticas são as que estão diretamente relacionadas com o teu estilo de vida padrão:

  • Despesas de Habitação (renda de casa, água, luz, comida, manutenção), Transporte (carros, viagens de trabalho), Comunicações (telefone, internet), Saúde (consultas, suplementos, medicamentos, ginásio, personal trainer, equipamentos), Bem-Estar (leitura, música, família, spa, almoços e jantares de convívio, viagens de lazer, saídas à noite, etc)

Cada pessoa tem um estilo de vida padrão e esse estilo de vida tem determinados custos. O segredo da liberdade financeira está em manter os custos do estilo de vida abaixo dos rendimentos automáticos (ou rendimentos residuais).

Vou dizer-te agora o que são Rendimentos Automáticos ou Rendimentos Residuais e porque são tão importantes. São eles que te permitem criar riqueza a partir de quase nada.

Rendimentos Residuais são rendimentos que tens não dependentes das tuas horas de trabalho. Um salário, obviamente não é um rendimento residual, assim como comissões sobre vendas, ou trabalho independente como médico, advogado, designer, trabalhador por conta própria.

Estes não são rendimentos residuais porque estão diretamente dependentes do trabalho realizado. Um médico ou um advogado não dão consultas, por exemplo, não ganham dinheiro. Um comissionista não faz vendas, não ganha dinheiro.

Não te dá liberdade financeira o facto de pagares as contas automáticas com rendimentos não automáticos, porque ficas preso ao trabalho que tens de realizar para produzires o rendimento de que precisas. Liberdade não é estar preso, obviamente.

Rendimentos automáticos, ou rendimentos residuais são os que recebes de mais-valias sobre investimentos que tenhas realizado, ou de rendas que recebas, sobre imóveis que possuas e tenhas arrendados, ou de direitos de autor sobre livros que tenhas escrito ou músicas que tenhas criado, ou ainda de royalties que recebas por seres dono de um franchising ou master frachiser, ou ainda, e esta é a forma mais simples e mais popular de criar um rendimento residual: rendimento proveniente das comissões que recebes da tua organização de marketing de rede ou multinível.

Este tipo de rendimentos é muito diferente do anterior porque te permitem quebrar o ciclo da troca de tempo por dinheiro e isso é o primeiro passo para a liberdade.

Quando tiveres um rendimento residual que te permita sustentar o estilo de vida que tens, és livre. Conquistaste a Liberdade Financeira, és financeiramente independente.

A boa notícia é que é muito fácil criar algum rendimento residual se prestares atenção. Também é simples verificares no teu estilo de vida o que é mesmo essencial e o que é supérfluo e adequares uma coisa à outra.

Com um pouco de ginástica, trabalho e disciplina vais ver que podes conseguir um estilo de vida que possas pagar somente com os teus rendimentos residuais. E vais ver também que, com os rendimentos não-residuais (das vendas diretas por exemplo que faças) conseguirás adicionar a esse estilo de vida de base vários “upgrades” interessantes.

Não te deixes levar, porém nos esquemas de dinheiro rápido ou de dinheiro fácil. Não pelo dinheiro rápido e fácil, que é ótimo, mas por serem esquemas. Tens mais a perder do que a ganhar e precisas estar atento.

Presta Muita Atenção: Não faças depender as tuas despesas automáticas dos rendimentos que tenhas não automáticos (do teu salário por exemplo). Esse é o caminho direto para a escravidão. Esse é o truque que os bancos usam quando te dão crédito baseado no teu salário; vão garantir que irás trabalhar para eles durante muitos anos.

Se estás nessa situação, se estás amarrado a pagamentos automáticos, a juros, a dívidas e às despesas do teu dia-a-dia e o dinheiro para pagar tudo isso vem do teu trabalho… Põe as barbas de molho! Acorda rapidamente porque estás a ser escravizado e se calhar ainda não te tinhas apercebido.

A Liberdade Financeira não é um acontecimento, é uma decisão eficaz (que produz um resultado).

Estou a falar deste assunto hoje, porque me apercebi de que tenho um estilo de vida consideravelmente bom, desde há 2 anos para cá, apesar de vir de uma situação financeira catastrófica. As coisas só começaram a melhorar quando comecei a criar um rendimento residual que foi crescendo e me foi libertando da obrigação de trabalhar todos os dias correndo atrás de dinheiro.

Essa liberdade permitiu-me ir desenvolvendo sistemas melhores de produtividade, como o sistema milionário da tribo, permitiu-me conhecer pessoas novas e ter contacto com novas ideias. Daí a ser financeiramente livre, foi um passo.

Há uns dias verifiquei o meu rendimento residual mensal e fiquei feliz por ver que ultrapassa em cerca de 10% o montante de que preciso para manter o nível de vida que tenho.

Não consigo descrever a sensação de liberdade que isso dá. Saber que posso não fazer nada hoje ou amanhã ou durante um mês inteiro e que continuo a poder pagar as contas, sem problemas e sem stress.

(Devo dizer que nem toda a gente consegue fazer isto no espaço de tempo que eu fiz, caso queiras consultar rendimentos médios de pessoas ligadas ao que faço podes ver em ruigabriel.com/rendimentos – Vais ver que os meus resultados não são típicos, nem médios, mas acho que tu já sabias disso)

É difícil para mim explicar a sensação de liberdade que se sente pelo facto de poder decidir de repente fazer uma viagem de 1 mês ou dois e precisar de fazer um ou dois telefonemas para poder fazê-lo e continuar o dinheiro a cair na conta todas as semanas, com ou sem intervenção da minha parte. 

……………

Isto é importante. Respondendo a vários pedidos dou aqui a informação: Foi aqui que comecei o meu caminho para a liberdade financeira.

……………

Este é o motivo pelo qual te estou a falar de Liberdade Financeira: para saberes o que é, que é possível para ti e que é provavelmente a coisa mais importante para tu conquistares, depois da conquista da tua cara-metade, obviamente. 🙂

Já tens algum tipo de rendimento residual? Como estás de entusiasmo com o facto de poderes viver de rendimentos residuais e poderes dedicar boa parte do teu tempo a fazer as coisas que mais gostas? Queres comentar?

 

7 thoughts on “O Que é Liberdade Financeira e Como Atingi-la Facilmente”

  1. Boa tarde, Rui…

    Por quê ainda tenho dificuldade em acreditar? De onde vem essas crenças limitantes? Como faço para neutralizá-las? São tantas perguntas fáceis de responder difíceis de praticar…

    1. Fernanda, não há nada difícil de praticar e não há nada para neutralizar. Todas as crenças cumprem o seu papel e vão evoluindo conforme o nosso crescimento. Ação massiva e contacto permanente com pessoas boas costuma moldar as nossas crenças numa direção positiva.

  2. ola se rui eu como sempre eu gosto dos seus artigos eles sao uma inpiracao para eu TER forças para continuar e sonhar k um dia tb vo conseguir mas olhe eu vo desabafar eu to desesperada eu to na falencia sem nada a pedir comida de porta a porta vo perder a minha casa eu ja nao sei o k fazer deus diz para sermos bons e ajudarmos kando podermos eu semore fiz e agora to com a corda ao pescoco eu choro todos os dias eu penco. a todo ovtempo de como sair distobe nao consigo cheguei ao liite tova pedir socorro eu acho k vo pedir ajuda na net as pessoas fazer uma peticao e esperar k lguem de bom coracao me ajude ou muitas pessoas nao sei mas eu peco socorro eu preciso de ajuda o k voce acha acha k vai haver bons coracoes para ajudarme?eu vo agradecer a sua rsp cinsera peco desculpa se o ofendi com o desabafo!

    1. Ola Sofia , é claro que não ofendeste, e não te ofendas com o que vou dizer: podes não ter culpa da situação em que estás, mas tens a responsabilidade de sair dela. Começa por ter informação relevante e ver oportunidades onde elas estão. Recomendo que leias “O Homem Mais Rico da Babilónia” (podes achar uma cópia pesquisando no Google). Em seguida vê o vídeo indicado nesta página (colocando o teu email: http://trabalho-a-partir-de-casa.com )
      Vais achar soluções com toda a certeza se prestares atenção e estiveres disposta a fazer as ações necessárias.
      Tudo tem solução.
      Abraço amigo e comenta sempre. Diz-me depois o que achaste do livrinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.