“Todos os fracassos na realização dos objectivos acontecem porque a última tarefa necessária não foi executada.”

É como diz o povo: “Rabos-de-palha”.

“Rabos-de-palha” são restos, pontas soltas, pormenores que não foram concluídos, ou pequenas tarefas que não foram realizadas.

Entre estas pequenas coisas estão: pequenas dívidas, um sinal de apreço não manifestado, uma palavra de encorajamento, um telefonema, uma assinatura, uma visita, uma marcação de consulta, um presente de despedida, luto, um aperto de mão ou uma palavra de esclarecimento.

Se não forem executadas no tempo certo, estas acções, normalmente de pouca importância, transformam-se em verdadeiras bolas de ferro amarradas ao nosso tornozelo.

Mantêm-nos no passado, prisioneiros da nossa procrastinação, escravizados. Nunca ninguém conseguiu mudar a sua vida mantendo este lastro do passado.

Liberta-te hoje mesmo.

Começa hoje a tua luta pela independência e liberdade.

Inicia o teu processo de resolução, põe as rodas em movimento e trata de executar cada uma dessas tarefas sem deixar nenhuma de fora. Depois de fazeres a tua lista de carcereiros, pensa mais um pouco e procura mais longe no tempo. Vais encontrar mais carcereiros escondidos e tens de te libertar deles.

Este é provavelmente o processo de libertação pessoal mais importante que terás de realizar em toda a tua vida. Não o desprezes.

É simples? Sim. É fácil? Não. Não é fácil porque essas pequenas tarefas e atitudes não resolvidas no tempo certo, agora estão compactadas pelo tempo e pelo teu ego. Não vai ser fácil lidar com elas, mas garanto-te que é, mesmo assim, um preço muito baixo a pagar pela tua liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.