“O dinheiro que temos é o instrumento da liberdade; aquele de que andamos atrás é o da servidão.” – Jean Jacques Rousseau

Já ouviste dizer com certeza que toda a mudança começa com a gratidão.

Quando te digo que, não importa a situação em que te encontres, que tens muito para agradecer, não me olhes de lado porque é a verdade.

Todavia a coisa fica ainda mais séria se estiveres a pensar em dinheiro. Pensas que és livre? Até podes ser, mas eu acho que a maior parte das pessoas não o são. São escravos. Eu, pelo menos, sei que sou, ainda.

Sempre que a escassez comanda a tua vida tu tens um dono: a escassez.
Sempre que seja a abundância quem está no leme, tu és livre.

Essa é a liberdade que te dá clareza de espírito, faz florescer a tua gratidão e a transforma em generosidade.

Podes ajudar quem tu quiseres, podes dedicar-te ao que tu entenderes, durante o tempo que te apetecer. Isso é liberdade!

Mas agora perguntas: isso queria eu! Ser livre! Ter dinheiro para tudo isso! Mas como ser livre com contas por pagar? Com dívidas, com escassez?

Eu acho que, na situação em que te achas agora mesmo, tu podes agradecer. A tua libertação começa aí. É assim com todos os aspectos da tua vida, mas, falando de dinheiro, agradece do fundo do coração aquele que já tens porque esse é o instrumento da tua libertação. Certifica-te de que o respeitas, o agradeces e de que fazes dele o instrumento da tua liberdade.

Há um preço a pagar pela tua liberdade? Há sim senhor. E há um preço a pagar para continuares escravo, sim, também.

Tu é que tens de escolher o que queres, e pagar o preço correspondente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.