Uma boa parte do tempo gastamo-lo a pensar. Se gastássemos todo esse tempo a fazer, teríamos muito mais resultados.

Já imaginaste o que seria se os jogadores de futebol entrassem em campo sem saber nada do que iriam fazer ali e ficassem a discutir e a decidir depois do apito inicial?

Iria ser bonito. Iam sofrer um monte de golos antes sequer de se aperceberem do que se estava a passar.

Quando começas o teu dia, não é tempo para pensar. É tempo para executar.

Faz o teu melhor, segue o plano e executa as tarefas que estão definidas.

A maior parte das pessoas demora uma eternidade a preparar-se. Isso chama-se “vencer a inércia”: custa tempo, custa energia, custa dinheiro.

Já viste uma corrida de estafetas quando um atleta está a passar o testemunho ao atleta seguinte, este já vai em alta velocidade. Não vai arrancar no momento em que recebe o testemunho, porque já tem de ter vencido a inércia antes de começar a corrida.

Por este motivo é tão pouco produtivo o trabalho que se faz nos primeiros dias depois de regressarmos de férias: Inércia.

E por esse mesmo motivo quando começas o teu dia e não saber exatamente o que fazer, tens de vencer a inércia.

Isso custa tempo, custa energia e custa dinheiro.

Experimenta o seguinte:

Todos os dias, no final do dia avalia o que fizeste e toma decisões para o dia seguinte.

Este é o tempo para pensar. Não é o tempo para executar. Isso virá amanhã.

Quando acordares, antes de te levantar, visualiza o teu dia, o que vais fazer primeiro e como o vais fazer.

Dessa forma, quando inicias, já levas a inércia inicial vencida. Não é tempo para pensar, isso fizeste ontem. Agora é tempo para fazer.

 

————————–

Descobre Aqui Quais São As Outras Atitudes Corrosivas e Perigosas Que Nem Imaginavas

—————————

 

3 thoughts on “Parte 6- Acordar de Manhã e Não Ter Um Plano”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.