“Ninguém é vencido até que o admita.” – Josephus Daniels

Sabendo que que não sou mais que ninguém, devo dizer honestamente que nunca fui vencido. Saboreei o sabor amargo das frustrações e das derrotas, mas a vitória sempre foi minha. Porquê?

Simplesmente porque não fujo de um bom desafio, não digo não à batalha.

Umas vezes ganho, outras perco, mas saio sempre vitorioso.

Uma boa amiga, a Bia Pomar, disse-me uma coisa uma vez que eu achei fenomenal. Repito-o muitas vezes:

“No fim bate tudo certo. É que, enquanto não bater tudo certo, não chegámos ao fim.”

Por isso, não importam as derrotas ou as vitórias, o que importa é o resultado. E esse é sempre espectacular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.