“Não julgue cada dia pela colheita que fez, mas pelas sementes que plantou.” – Robert Louis Stevenson

Hoje vou continuar a colocar sementes no chão.

Ontem enquanto fazia o mesmo, o meu vizinho, que se intitula especialista em agricultura, recomendou-me que parasse de semear prosperidade porque as
circunstâncias não estão favoráveis. Disse que as sementes morrerão e estou
a trabalhar para nada. Já me tinha dito o mesmo na semana passada e na
anterior, mas eu continuo a semear.

Sabem porquê?Porque olhei para o jardim dele e está tão vazio como o sahara mas no meu, despontou ontem uma plantinha das três mil sementes que semeei.

Se nascer uma semente de cada três mil e eu não desistir de semear, terei meia dúzia de árvores lindas daqui a poucos anos.

O jardim do especialista continuará vazio. Nessa altura ele dirá: “o Rui teve muita sorte” e eu vou sorrir porque ele nunca entenderá o poder da persistência.

One thought on “Sementes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.