“Se a oportunidade não bate, construa uma porta.” – Desconhecido

“Ai eu gostava tanto de ganhar a lotaria!”, “era tão bom ter um aumento de salário!”, “em vez de receber no correio contas para pagar, devia receber era cheques.”, “eu gostava era de ser rico”, “ou famoso”, “adoraria ter aquele carro”, “só eu é que não tenho sorte nenhuma”.

Enquanto estás a pensar assim, vem um amigo e diz-te: “é pá, estou a ler um livro espectacular. Foi escrito por um gajo que era sem-abrigo e agora é multimilionário. E conta tudo o que ele fez.” E tu respondes “então lê bem isso e depois conta-me como foi”. Não estás nem aí.

E depois vês num site na internet: “oportunidade para mudar de vida“, ou “atinja a sua independência financeira” e pensas: “é só esquemas manhosos” e nem sequer te dás ao trabalho de olhar duas vezes. Não estás nem aí.

Recebes um email de algum conhecido com um convite para uma conferência online que “irá reunir o pessoal que está a ter sucesso na internet” e tu não assistes. Não estás nem aí.

No dia seguinte lês um blog que fala da necessidade de acção, que o desejo não chega. E ficas a pensar: “eu lá agir, agiria, se pelo menos soubesse o que fazer…” e ficas na mesma, não perguntas, não investigas, não estás nem aí.

Repara bem na tua vida. Cada pensamento e cada acção que tens, constrói ou uma parede ou uma porta. A escolha é tua.

Precisas de paredes para te proteger, mas precisas de portas para sobreviver.

Já pensaste que as grandes fortalezas têm sempre muitas entradas e saídas, algumas delas secretas? Porque é sempre do exterior que vem a comida, as notícias, o conhecimento, o progresso.

Se construíres uma fortaleza somente com muros as oportunidades irão rodear as tuas muralhas e nem sequer têm oportunidade de bater porque simplesmente não existem as portas. Vais ficar sitiado pelo teu próprio medo e vais morrer pela fome e pelas doenças. Rasga portas na tua muralha, brechas na tua armadura, dá um salto na fé.

Eu digo-te com conhecimento de causa: sempre que te isolas, morres um pouco e sempre que te expões cresces um pouco.

Por isso constrói algumas paredes, mas não te esqueças de deixar pelo menos uma porta em cada uma, não vá a oportunidade da tua vida querer bater e não ter onde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.