“Sou apenas um caminhante que perdeu o medo de se perder.” – Augusto Cury

Se pensares um pouco, vais descobrir algumas situações em que foste confrontado com uma decisão. E vais descobrir também que escolheste o caminho mais fácil, aquele sabias não te traria surpresas.

Nesse dia voltaste para trás, andaste em círculo. Poderias ter escolhido o caminho ainda não percorrido e assim expandir o teu território, mas voltaste para o quintal de tua casa.

Quando o mundo era desconhecido, o primeiro explorador que descobrisse um território podia reclamá-lo como seu. Como a riqueza é medida em terras, houve muitos exploradores que ficaram imensamente ricos. Contudo essa regra não deixou de entrar em vigor, é uma lei universal: o território que descobrires é teu.

Então imagina que estás diante de duas opções. Uma leva-te ao desconhecido, outra mantém-te na tua zona de conforto. Em princípio tu irás querer ficar no terreno que já conheces. É natural. Mas, em princípio também, a opção pelo desconhecido irá aumentar o teu território. Não te esqueças que todo o território que alcançares fica teu.

É assim que é feita toda a aprendizagem e todo o desenvolvimento pessoal: desafiando as próprias limitações, medos, inseguranças e expandindo o seu território, aumentando a área da tua zona de conforto.

Agora vou dizer-te o segredo para ultrapassares o medo do desconhecido: é impossível perderes-te. Qualquer sítio onde fores parar é somente mais uma divisória da tua casa que estás a descobrir. És um explorador verdadeiro que se vai descobrindo a si mesmo.

One thought on “Um Explorador Verdadeiro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.