“Se somos bons porque temos medo do castigo ou porque esperamos uma recompensa, então somos um grupinho bem triste.” – Albert Einstein

Aprendemos ao longo dos anos que as pessoas por natureza tendem a permanecer no estado em que se encontram. Se é necessário que actuem é normalmente por medo do Chicote (ou porque têm algo a perder) ou por ambição pela Cenoura (ou têm algo a ganhar).

Se esse é o teu caso, então tenho de concordar com o Einstein e chamar-te “um triste”. Não fiques aborrecido pois temos de ser honestos e dar o nome certo às coisas.

Triste porque quando foges da dor ou procuras o prazer o teu foco de atenção não é outro que não tu mesmo.

Triste porque o que hoje te traz prazer amanha trará dor e tu irás continuar a procurar não sabes bem o quê que preencha esse vazio aí dentro.

Quando agires por um sentido de missão, por algo maior que tu, maior que as tuas necessidades, então estás a começar a atingir a tua verdadeira dimensão. Quando o “eu” não fizer parte da tua equação, então estarás apto a receber tudo aquilo que ambicionas, pois o Universo é generoso com quem é generoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.