“É a natureza humana que governa o mundo, não são os governos nem os regimes.” – Svetlana Alliluyeva

Descobre o que tu és para saberes para onde vais, sabendo que o caminho que fizeres, te faz a ti.

Vê se consegues descobrir o que é o teu mundo e quem o governa. Qual o pensamento que está contigo a todas as horas do dia e não te larga durante a noite.

É comum ser um pensamento de “falta”. Falta de dinheiro, de uma relação, de amigos, de saúde. Também é comum esse pensamento ser de “excesso”. Excesso de dívidas, de trabalho, de solicitações, de responsabilidades.

Em ambos os casos esse pensamento crónico facilmente te governará. Vai condicionar as tuas escolhas, vai dar-te interpretações particulares da realidade com o único objectivo de te manter subjugado.

Mas essa não é a tua natureza.

A tua natureza é abundante em tudo o que parece que não tens e escassa em tudo o que parece teres demasiado.

Queres ver?

Vives cronicamente com o pensamento da falta de dinheiro, por exemplo. Isso traz-te angustiado. Não ponderas sequer a hipótese de arranjar um emprego extra porque isso traz-te mais despesas (transporte, alimentação), nem imaginas que possas ir de férias por um fim de semana porque simplesmente não tens o dinheiro.

Todavia, tu mesmo sabes que, se quiseres mesmo, arranjas um plano para por de lado umas centenas de euros.

Nem que demores um ano. O importante é “ter um plano” e segui-lo.

O simples facto de estares a por de lado 1 euro por dia, todos os dias, faz o teu sentimento de “falta” ir desaparecendo e vais revelando a tua verdadeira natureza abundante.

Identifica o teu tirano, o teu pensamento ditador e inicia a tua luta pela liberdade.

Escolhe uma acção simples, que possas fazer diariamente, mas que te coloque em contradição com esse pensamento:

Se tens falta de dinheiro, põe de lado algum todos os dias, se tens falta de tempo, tira uma meia hora para desperdiçar com algo que te dê prazer, se tens falta de amigos, começa a frequentar os meios que se identificam contigo e torna-te tu amigo, se tens excesso de solicitações (toda a gente quer um bocado de ti) delega e responsabiliza outros.

Dá à tua verdadeira natureza a oportunidade de guiar a tua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.